HC implanta Comitê para tratar dos efeitos do coronavírus

O Comitê definiu os pilares assistenciais para abordagem do paciente com suspeita de coronavírus e estabelecerá os fluxos de atendimento em todos os institutos do complexo.

06 Fev, 2020

Diante do surto de coronavírus iniciado na China, o Hospital das Clínicas da FMUSP ativou, em 29 de janeiro o Comitê de Crise – preparado para situações excepcionais que exijam uma rápida articulação entre as áreas assistenciais e administrativas.No Brasil, até o momento, não há nenhum caso confirmado de infecção pelo coronavírus. Nove casos suspeitos, dos quais três em São Paulo, estão em avaliação.

O Comitê definiu os pilares assistenciais para abordagem do paciente com suspeita de coronavírus e estabelecerá os fluxos de atendimento em todos os institutos do complexo. Essa forma ágil e padronizada de abordar situações de potencial risco beneficia os pacientes e colaboradores do HCFMUSP.

A infecção por esse vírus começou na Província de Wuhan e se disseminou na China. Dados de 3 de fevereiro (segunda-feira) demonstravam mais de 17.000 casos confirmados de infecção pelo coronavírus e 362 mortes. Os casos considerados suspeitos neste momento são pessoas vindas da China nos últimos 14 dias com febre e sintomas respiratórios.

Como se prevenir:

  • Se tossir ou espirrar, cubra a boca com um lenço ou o braço;
  • Usar lenço descartável para higiene nasal;
  • Evitar tocar em mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;
  • Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;
  • A pessoa doente deve evitar sair de casa, deslocando-se apenas se houver necessidade de ir a serviço de saúde.

Fonte: HC On Line (NCI - Núcleo de Comunicação Institucional do HCFMUSP)

Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS