Redes sociais são eficientes para motivar residentes e fellows

Instituições médicas com presença nas mídias conquistam milhares de seguidores

01 Set, 2016

 

Os avanços introduzidos pela tecnologia digital estão a exigir das instituições de ensino mudanças nos seus currículos, novas formas de atuação e, principalmente, o uso de recursos inovadores que motivem o engajamento de residentes e fellows. 

O assunto tem merecido especial atenção das instituições que se preocupam com a qualidade do ensino e que buscam nas novas plataformas, aplicativos, softwares e demais inovações, oferecer ensino com qualidade e baixo custo de investimento.

Os projetos de atualização e a reciclagem médica, seja no formato de eventos, cursos ou publicações, procuram encontrar novas formas de promover um senso de comunidade entre as gerações mais jovens de especialistas. Na RSNA – Radiological Society of  North America, a questão foi discutida durante a reunião do Comitê de Residentes e Fellows RSNA (RFC)  em abril último, que também avaliou maneiras de usar meios de comunicação social para chegar a esse público.

Como envolver residentes e fellows? Esse o grande desafio.

Um dos caminhos é construir, com o auxilio dos recursos existentes, comunidades que interajam de forma constante, consolidando redes de amizade duradouras.

O assunto foi tema de reportagem no RSNA News. A dra. Nancy J. Benedetti, diretora da RFC e neurorradiologista na Radiology Imaging Associates, em Englewood (USA), falou à publicação  que o networking também será tema do simpósio sobre Residentes e Fellows da RSNA este ano, que irá incluir uma variedade de sessões sobre temas de carreira e desenvolvimento profissional, além de planejamento financeiro, assunto de grande interesse para os formandos.

“A geração millennial de médicos está trabalhando duro para capacitar-se com as ferramentas e o conhecimento para o sucesso financeiro. O simpósio é uma plataforma que a RSNA usa para entregar conteúdo importante para estagiários, com tópicos de carreira e de planejamento financeiro que não são ensinados na maioria dos programas de treinamento”. disse Benedetti

A RSNA estabeleceu uma forte presença na mídia social, frequentada em grande parte por jovens radiologistas e estagiários. Quase três vezes mais pessoas interagiram com a RSNA por meio da mídia social durante o RSNA 2015 em comparação com a última reunião anual. E o conteúdo foi visto mais de 5,8 milhões de vezes em quatro plataformas: Twitter, Facebook, LinkedIn e Instagram.

Ao longo de 2015, a RSNA atingiu cerca de 60.000 seguidores no Facebook e mais de 23.000 no Twitter. Mais do que 60% desses seguidores têm entre 25 e 44 anos.

“Queremos envolver os nossos formandos e usar a mídia social como uma ferramenta para divulgar informação útil”, disse Courtney M. Tomblinson, residente de radiologia no Hospital da Clínica Mayo em Phoenix. “Isso pode significar oportunidades que estão disponíveis através do RSNA por meio de informação facilmente disponível sobre, por exemplo, prazos para entrega de trabalhos ou oportunidades de treinamento”.

Dra. Tomblinson usa várias plataformas de mídia social, principalmente o twitter, como uma ferramenta educacional para difundir informações e estimular a discussão sobre neurorradiologia.

A comissão também compartilhou exemplos de conteúdo que seriam de interesse para os seus pares e discutiu o uso de ferramentas de mídia social e compartilhamento de links de conteúdo e notícias.

“A mídia social é uma plataforma poderosa para a partilha de conhecimentos e incentivo ao pensamento criativo. Como estagiários, estamos nesta posição interessante de tentar desenvolver uma presença profissional, envolvidos na discussão dinâmica de temas que nos afetam logo depois de deixar o treinamento”, comentou Tomblinson.  Fonte: RSNA News

 

 

 

 

 

 

Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS