SBOC sob nova direção executiva

A médica Marisa Madi assume diretoria executiva da SBOC.

06 Jan, 2022

A médica Marisa Madi assume a diretoria executiva da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC). Ela foi nomeada pela diretoria da entidade, cuja gestão 2021-2023, presidida por Dr. Paulo Hoff, teve início em novembro do ano passado. A especialista em administração de saúde com vasta experiência na gestão da saúde no estado de São Paulo tem em seu vasto currículo a liderança de grandes institutos do Hospital das Clínicas da FMUSP como o Instituto de Radiologia do HC (InRad); Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP), e recentemente no Instituto do Coração (InCor).

Graduada em 1994, pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Dra. Marisa Madi direcionou sua formação médica para a gestão da saúde já nas suas primeiras especializações, em Administração Hospitalar, pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP) e pela Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV). No mestrado, pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), e no doutorado, de volta à FMUSP, dedicou-se a estudos sobre os serviços públicos de saúde do estado de São Paulo.

Aliando teoria e prática, Dra. Marisa atua na gestão de hospitais públicos e privados filantrópicos há mais de 20 anos. Foi uma das responsáveis pela organização da rede oncológica paulista do Sistema Único de Saúde (SUS), a Rede Hebe Camargo de Combate ao Câncer. Foi quando trabalhou pela primeira vez com Prof. Dr. Paulo Hoff, diretor-geral do ICESP desde então, estabelecendo uma parceria profissional que ambos desejam repetir na SBOC.

“A experiência muito bem-sucedida da Dra. Marisa Madi com a oncologia vai além das conquistas no ICESP, passando pelo seu olhar atento e dedicado com paciente e os profissionais responsáveis pelo seu cuidado – algo que testemunhei ao longo de toda a parceria que estabelecemos e que tenho certeza de que será trazido para a SBOC”, diz o presidente da entidade.

Essa parceria foi fundamental, conta Dra. Marisa, para estabelecer seu vínculo com o cuidado oncológico, especialmente por conta de sua atuação como secretária-geral no Comitê Estadual de Oncologia, coordenado por Dr. Paulo Hoff e formado por representações da Secretaria de Estado da Saúde, da Fundação Oncocentro de São Paulo e do próprio ICESP.

Ao longo de quatro anos, esse comitê foi responsável pela elaboração de um plano diretor de oncologia para o estado, que possuía, então, 72 unidades habilitadas no SUS para tratamento oncológico, entre Centros de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (CACON), Unidades de Assistência de Alta Complexidade (UNACON) e hospitais para cirurgia oncológica.

“Foi uma verdadeira peregrinação por diversos municípios do estado, levando aos gestores e profissionais da saúde a ideia de trabalho em rede, de um padrão de atendimento único para o cuidado oncológico no SUS”, lembra Dra. Marisa Madi.

Legados na oncologia

O trabalho do Comitê Estadual de Oncologia de São Paulo resultou, entre outras conquistas, na definição de um manual de conduta em oncologia para o SUS e congressos anuais para atualização do documento. “Tais condutas precisavam considerar que estavam inseridas na rede pública, lidando com um universo restrito de incorporações. O manual deu ferramentas à secretaria para a incorporação de oncológicos antes do Ministério da Saúde, com impactos como a redução da judicialização”, orgulha-se.

Agora, a Dra. Marisa Madi pretende trazer toda essa experiência em saúde para a SBOC. “Há um movimento social importante a ser feito na área, de fortalecimento do oncologista clínico brasileiro no cuidado da população diante de uma doença que está cada vez mais próxima de muitos de nós, e chego à SBOC com esse propósito”, avalia.

Voltar a trabalhar diretamente com Dr. Paulo Hoff, conta Dra. Marisa, também é animador. “Trata-se de um médico e gestor que compra as brigas dos oncologistas clínicos e de seus pacientes, e estamos juntos nessa, mais uma vez.”

 

Entre as primeiras ações como diretora executiva, Dra. Marisa elenca a integração das representações regionais, que passaram por uma importante reformulação em 2021; aprimoramentos na governança da entidade; e a união de esforços para uma nova e histórica mudança na realização do Congresso SBOC – que já em 2022, passará a ser anual. “Recebemos uma SBOC profissional, com grandes transformações consolidadas e uma equipe interna formada por gente jovem, arrojada e engajada; agora, o trabalho é para explorar os potenciais dessa profissionalização e alcançar novos horizontes”, anima-se.

Fonte: https://sboc.org.br/noticias/item/2424-medica-marisa-madi-assume-diretoria-executiva-da-sboc

 

Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS