Senadora recebe Prêmio Personalidade em Oncologia do ICESP

As vencedoras do VIII Prêmio Octavio Frias de Oliveira nas categorias Inovação Tecnológica, Personalidade de Destaque e Pesquisa em Oncologia, Adriana Ribeiro (esq.), senadora Ana Amélia (PP-RS) e Clarissa Rocha, respectivamente.

10 Ago, 2017

A senadora Ana Amélia (PP-RS) recebeu no dia 08/08, em cerimônia realizada no Teatro da Faculdade de Medicina da USP, o prêmio Otávio Frias de Oliveira, conferido pelo Instituto do Câncer de São Paulo - ICESP, na categoria personalidade de destaque em oncologia, em reconhecimento ao seu trabalhona assistência aos pacientes com câncer.

O compromisso em trabalhar em prol dos Direitos dos Portadores de Câncer e publicar uma cartilha sobre o assunto foi assumido em 2010, no Fórum dos Direitos dos Portadores de Câncer, quando foi mediadora do evento. Em cumprimento a sua palavra, lançou em 2011, o Manual de Cidadania do Paciente de Câncer. A obra é baseada no livro Câncer – Direitos e Cidadania, da Dra. Antonieta Barbosa.Sua inspiração para atuar na área da oncologia veio da família, quando viveu a luta das irmãs contra o câncer. Vera Lúcia morreu aos 44 anos de câncer de mama e Evani conseguiu se curar da doença e hoje é Chef de cozinha em Carazinho, no Rio Grande do Sul. As cartas que recebe diariamente dos pacientes com essa patologia inspiram seus projetos de lei e, também, servem de alento para que continue trabalhando em prol da saúde.

A parlamentar é autora do projeto de lei que agiliza as pesquisas clínicas com novos medicamentos, em conjunto com os senadores Waldemir Moka e Walter Pinheiro. Também é autora da lei obrigando planos de saúde a fornecer a quimioterapia oral em casa aos clientes com câncer e da lei da mamografia adaptada às mulheres com deficiência. A senadora também foi relatora da lei, já em vigor, que obriga o SUS à reparação da mama na mesma cirurgia para a retirada do tumor e da lei que exige o início do tratamento em até 60 dias a partir do diagnóstico de câncer.

Segundo Ana Amélia esse prêmio é um dos mais honrosos que recebeu em sete anos de mandato. “Compartilho essa distinção com minha equipe, consultoria do Senado e, especialmente, com todos os pacientes de câncer. Esse reconhecimento me estimula a trabalhar ainda mais em ações na área da saúde”, enfatizou a senadora.

Em sua 8º edição, a premiação é uma iniciativa do ICESP , em parceria com o Grupo Folha, que tem como objetivo incentivar e premiar a produção de conhecimento nacional na prevenção e combate ao câncer. Acontece anualmente e é concedida em três categorias: Personalidade de Destaque em Oncologia; Pesquisa em Oncologia; e Inovação Tecnológica em Oncologia. Cada escolhido recebeu R$ 16 mil reais e um certificado e, no caso da Senadora, o valor do prêmio será doado ao Instituto do Câncer Infantil de Porto Alegre.

Na ocasião, também receberam o prêmio a doutora e pesquisadora Clarissa Ribeiro Rocha, na categoria Pesquisa em Oncologia, responsável por estudo para ampliar a eficácia do tratamento contra o glioma (tipo mais comum de câncer de cérebro), e a equipe da Faculdade de Medicina da USP, liderada pela médica Adriana Vaz Safatle Ribeiro, na categoria Inovação Tecnológica, por conta de estudo que avaliou o uso de sonda a laser na endoscopia para rastrear tumores de esôfago em pacientes que tiveram câncer de cabeça e pescoço.

Os vencedores são apontados por comissão composta por representantes do ICESP, da Faculdade de Medicina da USP, do HC da FMUSP, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), da Academia Nacional de Medicina, da Academia Brasileira de Ciências, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Fundação Oncocentro de São Paulo e da Folha.

Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS