10 anos de Embolização de próstata

O método brasileiro de tratamento para Hiperplasia benigna da próstata recebeu destaque mundial

19 Jun, 2018

A primeira Embolização de Próstata (EAP) para tratamento dos pacientes com sintomas urinários decorrentes da Hiperplasia Próstatica Benigna (HPB) está completando dez anos.  A técnica foi desenvolvida pelo Prof. Dr. Francisco Cesar Carnevale,  Chefe do Serviço de Radiologia Vascular Intervencionista do Instituto de Radiologia do HCFMUSP e Hospital Sírio Libanês.

O primeiro procedimento foi feito em 19/6/2008 no InRad-HCFMUSP com o objetivo de tratar os sintomas urinários. Foi reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) em 2016, e o Food and Drug Administration (FDA) criou um código de reembolso em 2017 (utilizando-se dados do HCFMUSP e de outros centros treinados pelo HCFMUSP). Em 2018, o National Institute for Health and Care Excellence (NICE) incluiu nas guias de recomendações médicas como mais uma alternativa de tratamento.

Nos últimos 10 anos, o grupo do HCFMUSP teve a oportunidade de tratar 350 pacientes, além de ensinar e treinar vários médicos brasileiros e mais de 300 estrangeiros de diferentes continentes.

O trabalho inédito e pioneiro do InRad-HCFMUSP em conjunto com a Disciplina de Urologia do HCFMUSP foi um marco no desenvolvimento científico e assistencial no tratamento de inúmeros homens que sofrem com este problema. Graças à integração entre as disciplinas vários trabalhos de pesquisa foram realizados e o Serviço de Radiologia Vascular Intervencionista do InRad-HCFMUSP tornou-se referência nacional e internacional neste tipo de tratamento e importantes publicações científicas contribuíram para o reconhecimento e consolidação da EAP como mais uma alternativa de tratamento aos pacientes com HPB.

Compartilhe


NOTÍCIAS RELACIONADAS